Manifestação em BH reúne cerca de 4 mil pessoas

Manifestantes reunidos em Belo Horizonte no Dia Nacional de Lutas seguiram em passeata até a Prefeitura da cidade e pretendem também se dirigir à Assembleia Legislativa e à sede do Banco Central em Minas. O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), não estava na sede do Executivo municipal. Segundo agenda divulgada pela assessoria da prefeitura, ele está em reuniões com representantes do governo federal em Brasília.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

11 de julho de 2013 | 13h21

Segundo estimativa da Polícia Militar, cerca de 4 mil pessoas participam do protesto. O número é bem menor que as 30 mil pessoas que as entidades sindicais responsáveis pela organização do ato esperavam, mas foi suficiente para interditar a Avenida Afonso Pena, a principal artéria do centro da cidade. Na região, agências bancárias não funcionaram e apenas parte do comércio abriu as portas.

O maior transtorno para a população foi a paralisação do metrô e de três das principais estações de ônibus, que fazem a ligação entre linhas que percorrem bairros e as que levam ao centro da capital

Mais conteúdo sobre:
protestosBH

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.