Manifestação em Vitória (ES) vira vandalismo

Segundo a Secretaria de Segurança, manifestantes que pedem isenção de pedágio quebraram janelas da sede do governo

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

19 de julho de 2013 | 11h49

Cerca de 300 manifestantes protestam na manhã desta sexta-feira, 19, em Vitória, no Espírito Santo, contra a cobrança de um pedágio entre a cidade de Vila Velha e a capital capixaba. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o ato "já virou vandalismo".

A concentração do grupo começou por volta das 6h, em frente à Assembleia Legislativa. De lá, os manifestantes caminharam até a praça de pedágio, na Terceira Ponte, onde, segundo a SSP, destruíram cancelas. O grupo seguiu até o Palácio Anchieta, sede do governo do Espírito Santo, e houve confronto com a polícia. Alguns manifestantes quebraram janelas e portas do prédio e a PM reagiu com bombas de gás lacrimogêneo.

Até as 11h, ninguém havia sido preso e os policiais acompanhavam o protesto para evitar mais depredações, informou a pasta. Depois do confronto, o grupo seguiu até o Palácio da Ponte, que abriga algumas secretarias do governo. Lá, novamente, algumas pessoas teriam depredado o edifício e jogado pedras contra a fachada.

Na última semana, a Justiça do Espírito Santo determinou a redução do valor do pedágio para carros da Terceira Ponte de R$ 1,90 para R$ 0,80. Os valores de motos e caminhões caíram para R$ 0,40 e R$ 1,60, respectivamente. Os manifestantes, que chegaram a ocupar a Assembleia Legislativa há duas semanas, pedem a isenção da cobrança entre as cidades vizinhas.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosESpedágio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.