Manifestação por direito de professor tem confusão em SP

A manifestação de estudantes em São Paulo pelos direitos dos professores terminou em correria e quebra-quebra na Praça da República, centro, onde fica a sede da Secretaria Estadual de Educação. Um grupo de Black Blocks atirou uma bomba caseira contra PMs que faziam um cordão de isolamento e o confronto começou.

AE, Agência Estado

07 Outubro 2013 | 20h56

Um grupo virou e depredou uma viatura da PM na Avenida Rio Branco, onde seguem depredando o mobiliário urbano e loja sem a presença da polícia. Na Avenida Ipiranga, diversos estabelecimentos foram vandalizados, entre eles lanchonetes do Habib''s e do McDonald''s, além de agências bancárias e lojas.

Há corre-corre e atos de vandalismo por todos os lados. Os Black Blocks destroem e saqueiam lojas, destroem vidraças de bancos e lixeiras. Também montam barricadas com lixo na Avenida Ipiranga.

Mais conteúdo sobre:
protestos professores SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.