Manifestações são pacíficas e legítimas, diz Dilma

Presidente afirma, por meio de assessoria, que está encarando normalmente os atos, que são legítimos

Tânia Monteiro, O Estado de S. Paulo

17 Junho 2013 | 20h13

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff considera que as "manifestações pacíficas são legítimas e próprias da democracia". A afirmação de Dilma foi transmitida nesta segunda-feira, 17, pela chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Helena Chagas, segundo a qual a presidente ainda afirmou que é "próprio dos jovens se manifestarem".

De acordo com Helena, Dilma trata as manifestações como "coisas da democracia". "Ela está encarando isso como uma questão normal da democracia", disse. Perguntada sobre as vaias que a presidente recebeu no sábado, 15, durante a abertura da Copa das Confederações, a ministra respondeu: "Isso não tem relevância".

Dilma esteve reunida nesta segunda-feira com o ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, que fez um relato a ela sobre os protestos que ocorrem em todo o País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.