Manifestantes bloqueiam vias de São Paulo em dia de protestos contra Copa

Manifestantes bloquearam vias de grande movimentação em São Paulo na manhã desta quinta-feira, dando início a uma série de protestos contra a Copa do Mundo e cobrando melhores serviços públicos prevista para esta quinta-feira em diversas cidades do país.

Reuters

15 de maio de 2014 | 09h30

Um grupo de manifestantes bloqueou com pneus queimados faixas da rodovia Anhanguera, na altura do limite entre São Paulo e Osasco, no sentido à capital paulista, no início da manhã. A via foi liberada em seguida.

No bairro de Itaquera, zona leste da capital, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) se concentraram em um terreno ocupado a poucos quilômetros do estádio de abertura do Mundial e seguiram em marcha em direção à arena.

Um outro grupo de manifestantes carregando faixas contra empreiteiras responsáveis por obras da Copa do Mundo seguia em marcha pela Avenida das Nações Unidas, na zona sul da cidade, enquanto metalúrgicos em greve bloquearam um viaduto de acesso à Marginal Tietê e a importantes vias da capital paulista.

As manifestações do início da manhã em São Paulo ocorrem num dia em que grupos contrários à Copa do Mundo no Brasil e que defendem melhores serviços públicos prometem realizar protestos em diferentes cidades do país e até no exterior.

Em alusão ao Mundial, o MTST divulgou um manifesto com o nome "Copa sem povo, tô na rua de novo!", em que reivindica mais recursos para transporte, saúde e educação, demandas que também motivaram os protestos de junho do ano passado em que milhares de pessoas foram às ruas de diversas cidades do país.

Os protestos contra a realização da Copa do Mundo se somaram aos atrasos nas obras de estádios e infraestrutura entre os problemas do Brasil na organização do Mundial. Durante a Copa das Confederações do ano passado, torneio preparatório para o Mundial, houve confrontos entre manifestantes e a polícia nos arredores de arenas, inclusive deixando torcedores no meio da confusão.

(Por Felipe Pontes, no Rio de Janeiro)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALCOPASAOPAULO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.