Manifestantes denunciarão agressões à corregedoria da PM

Diante da repercussão da notícia de que iriam filmar e denunciar a ação de vândalos durante a próxima passeata contra o aumento de tarifas de ônibus, metrô e trem, integrantes do Movimento Passe Livre (MPL), do Juntos! e da Assembleia Nacional de Estudantes-Livre (Anel) afirmaram que o principal foco das denúncias é levar à corregedoria da PM a repressão policial e, principalmente, os oficiais infiltrados na manifestação. "Há policiais que querem criar tumulto e quebra-quebra para culpar o movimento. Faremos um protesto pacífico e essa continua sendo a nossa orientação", afirmou Maurício Costa Carvalho, do Juntos!.

BÁRBARA FERREIRA SANTOS, Agência Estado

16 de junho de 2013 | 15h04

O ato está marcado para as 17h desta segunda-feira (17), no Largo da Batata, em Pinheiros, zona oeste da capital.

Tudo o que sabemos sobre:
tarifasprotestoSPvandalismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.