Manifestantes pedem lei anti-homofobia

Incentivados pela decisão do Supremo Tribunal Federal que igualou a união homoafetiva à estável entre heterossexuais, cerca de 500 manifestantes aproveitaram ontem o 8.º Seminário LGBT, na Câmara, para pedir pressa na votação do projeto de lei que criminaliza a homofobia e a aprovação de emenda à Constituição que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Eugênia Lopes / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2011 | 00h00

No Dia Internacional contra a Homofobia, o seminário funcionou como uma catarse. Em um dos discursos, o reverendo Márcio Retamero, da Igreja da Comunidade Metropolitana do Rio, conclamou "pastores e padres que estão no armário a sair dele".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.