Manifestantes protestam diante do MP em Santa Maria

Cerca de 200 manifestantes participaram de uma passeata e um protesto diante do prédio do Ministério Público do Rio Grande do Sul, em Santa Maria, para pedir a inclusão de mais réus nos processos contra responsáveis pela tragédia da boate Kiss, nesta segunda-feira, 27.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

27 de janeiro de 2014 | 13h04

Os familiares das 242 vítimas da tragédia, que completou um ano hoje, entendem que as denúncias oferecidas pelo Ministério Público à Justiça não apontam todos os culpados e querem que os funcionários públicos, inclusive o prefeito Cezar Schirmer (PMDB), também sejam denunciados por falhas na emissão de alvarás e fiscalização municipais. O Ministério Público sustenta que, apesar do clamor, não há previsão legal para o enquadramento de tais pessoas, a não ser que surjam fatos novos em dois inquéritos policiais que ainda estão em andamento.

Os manifestantes colocaram 242 balões brancos nos muros do prédio do Ministério Público, sentaram no asfalto da rua que passa em frente e permaneceram quase uma hora no local gritando palavras como "justiça" e "acorda Santa Maria". Depois da manifestação, o grupo se dispersou.

Mais conteúdo sobre:
Boate Kissprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.