Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Manifestantes protestam na Câmara de Campinas

Cerca de 2 mil manifestantes fizeram o terceiro dia de protestos em Campinas, interior de São Paulo, na noite desta segunda-feira, 24. O grupo, que partiu do Largo do Rosário, no centro da cidade, fez uma passeata até a Câmara de Vereadores, onde se concentrou para pedir melhorias no transporte público e manifestar apoio a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos das empresas de ônibus com a prefeitura.

RICARDO BRANDT, Agência Estado

24 de junho de 2013 | 19h54

A manifestação ocorreu de forma pacífica até as 19h20 e era acompanhada por homens da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Campinas, que reforçaram seus efetivos no paço e no entorno da Câmara.

Eles tentaram interromper a sessão que ocorria no plenário.

Um pequeno grupo de manifestantes jogou pedras contra a Câmara e houve um princípio de tumulto por volta das 19h30. A situação era tensa até o início da noite desta segunda-feira.

Tarifa

As manifestação ocorre no dia em que a passagem de ônibus da cidade voltou a custar R$ 3,00. Em dezembro do ano passado, a prefeitura havia aumentado o valor da tarifa para R$ 3,30. As manifestações foram mantidas, mesmo com a redução.

Na quinta-feira, 20, primeiro dia de protesto, 30 mil pessoas foram às ruas e um grupo mais radical tentou invadir o paço municipal. Eles atacaram a prefeitura e os guardas municipais, que montaram um cordão de isolamento no prédio, com pedras, paus e bombas caseiras.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosCampinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.