Manifestantes são retirados à força da Câmara do Rio

Manifestantes foram retirados à força da Câmara dos Vereadores do Rio. Mais cedo, cerca de cem pessoas conseguiram entrar no prédio. Outras duas mil ficaram do lado de fora e queriam acampar no local em protesto contra o governador Sérgio Cabral (PMDB).

AE, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 23h09

Segundo a PM, havia ameaças de depredações. Os policiais fazem cerco fora do prédio para evitar a volta dos ativistas e ainda há tumulto.

Por enquanto, há registro de três feridos. Um policial ficou machucado na boca, mas ainda não há informações sobre a origem do objeto que o acertou. Dois manifestantes foram atingidos por pedradas.

Mais conteúdo sobre:
protestosRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.