Manifestantes tomam principais avenidas de Cuiabá

Milhares de pessoas participaram nesta quarta-feira das manifestações em defesa do transporte público, ocupando as principais avenidas de Cuiabá (MT).

FÁTIMA LESSA, Agência Estado

19 de junho de 2013 | 20h12

A manifestação começou por volta das 17h30 em frente ao Palácio Alencastro, sede da prefeitura. Foi convocada pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com mobilização via redes sociais.

Os manifestantes seguiram pacificamente em passeata pelas duas principais avenidas centrais da cidade, Getúlio Vargas (no início) e Isaac Póvoas (retorno). Segundo a Polícia Militar, no início havia cerca de 700 pessoas. Em menos de 20 minutos, o movimento cresceu e reuniu mais de 2,5 mil pessoas.

Por volta das 17 horas, as ruas que dão acesso às duas principais avenidas por onde seguiram os manifestantes foram interditadas para que os manifesto não sofresse interferência de automóveis. Agentes de trânsito acompanharam e fizeram segurança no percurso.

A secretaria de segurança pública de Mato Grosso montou um esquema de segurança, com três batalhões da polícia Militar fazendo o monitoramento do ato, policiais da tropa de elite da Polícia Militar e oficiais do esquadrão anti bomba.

O evento organizado pela prefeitura na Praça Alencastro para transmissão em telões do jogo Brasil e México, pela Copa das Confederações, foi cancelado. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a suspensão aconteceu "por questão de segurança".

Segundo os organizadores, em Mato Grosso, além de Cuiabá dez cidades do Estado fazem, entre quinta, 20, e sexta-feira, 21, protestos contra a corrupção e a violência.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosCuiabá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.