Mano: ''Ficou feio para o futebol brasileiro hoje''

Indignação, desconfiança, bronca. Numa partida em que jogou pouco, quase nada produziu, a equipe do Corinthians deixou Campinas muito revoltada com a arbitragem de Evandro Rogério Roman. "Aconteceram coisas muitas estranhas aqui. Foram muitos erros para um lado só", protestou Mano Menezes. "Ficou feio para o futebol brasileiro hoje", seguiu na bronca. Arbitragem direcionada? "Só posso dizer que ela não teve a capacidade para dirigir um jogo assim." Sobre o desempenho do time, Mano disse o óbvio. "Não jogou bem."

Fabio Hecico, O Estadao de S.Paulo

30 de novembro de 2009 | 00h00

Andrés Sanchez também reclamou. "Tarde muito infeliz da arbitragem. Errar é comum, o que não pode é ficar dando risada, ameaçando e dando peitadas em jogadores. Espero que peguem a fita e vejam o que fizeram com a gente", protestou o presidente. "Respeitamos a competição e fizeram isso com a gente. Perdi jogadores machucados, expulsos. Podia já ter dado férias."

Do outro lado, alívio e festa. "Essa vitória é para o Adriano", disse Léo Moura, em total sintonia com os rubro-negros. "Domingo será o verdadeiro jogo da nossa vida e os torcedores vão nos ajudar muito para ganharmos do Grêmio", afirmou. "Nossa torcida é maravilhosa, nunca deixou de acreditar na gente e merece o título", observou Petkovic. Já Andrade pediu calma. "Só garantimos a Libertadores, para o título falta um pouquinho. Vamos deixar a festa só para os torcedores", afirmou o técnico.

Única ausência do jogo decisivo, por suspensão, Álvaro já festeja. "Somos merecedores do título, por tudo o que atravessamos, a dificuldade (o time ficou 10 pontos atrás do líder). Subimos na base da garra. Estamos de parabéns."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.