Mapa astral gastronômico

Entre os bons pratos provados ao longo do ano, descobrimos uma surpresa astrológica: o 'sistema solar'

O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2007 | 01h13

Eles costumam anotar suas vontades nas cadernetas, nas agendas, nos guias de viagem, em guardanapos, em post-its de diversos tamanhos e, principalmente, na cabeça - a memória de gourmets e cozinheiros é invejável na hora de armazenar dados sobre pratos, receitas e restaurantes. Mas, na versão deste ano das recordações e resoluções gastronômicas do Paladar, uma das histórias apareceu escrita nas estrelas: ainda que não tenha conseguido realizar todas as promessas do ano passado, o livreiro Manuel Dias Teixeira pousou a boca em Marte, explorou Netuno e Saturno e ainda viu um eclipse a olho nu. Numa viagem evidentemente predestinada, ele pôde provar todo o ''sistema solar'', uma sobremesa criada pela chef catalã Carme Ruscalleda à imagem e semelhança do original, mas explorável mesmo sem telescópios ou naves espaciais. O prato do restaurante Sant Pau, que fica perto de Barcelona, é composto por oito planetas, o Sol e a Lua (Plutão foi rebaixado também nos estudos meramente gustativos) e recebe, na seqüência, o complemento de ''corpos celestes'' feitos de chá preto e laranja, cacau 72% ou manjar branco. Está criada a mais apetitosa categoria das previsões de fim de ano: (g)astronomia.A previsão da chefO que os astros prevêem para a autora da receita do "sistema solar"? Carme Ruscalleda já teve um ano glorioso: em novembro, somou duas novas estrelas do Guia Michelin, por seu restaurante em Tóquio, às três que já tinha na matriz do Sant Pau, na Catalunha (00-34-93-760 0662). Ela própria se arrisca a fazer previsões, em conversa com Rosa Moraes, diretora do Centro Gastronômico da Universidade Anhembi Morumbi:"Eu acho que em 2008 vai se consolidar a tendência de os chefs se voltarem cada vez mais para a natureza, se preocuparem com o lugar de onde vêm os produtos. Eu trabalho muito com pescados e por isso me preocupo bastante com o mar, com a preservação, com a limpeza das águas."Sistema SolarSol - A versão doce do grande astro é recheada de creme de açafrão picante, que escorre como gema de ovo.Júpiter - Na mitologia grega é Zeus, o Deus dos Deuses. Aqui é um planeta feito de pêra e ''parece um petit-four molhadinho'', diz o livreiro Manuel Dias Teixeira.Vênus - A sedutora deusa do amor e da beleza é delicada como uma geléia, uma goma de framboesa.Saturno - Deus da agricultura e da musse de café com anéis de caramelo, ''como brigadeiro no fundo da panela''.Terra - Você sabia que vive em um planeta feito à base de chocolate e beterraba cremosa por dentro?Lua - O pequeno satélite da Terra é representado por uma plaquinha de coco.Urano - É o mais antigo deus dos céus. Lembra um delicado camafeu.Marte - Também conhecido como planeta vermelho, aqui ganha outra tonalidade. O deus da guerra é um doce crocante feito de arroz com chocolate.Netuno - Deus do mar e o oitavo planeta a partir do sol. No prato, vem como gelatina de curaçau.Mercúrio - O mais próximo do sol, move-se rapidamente no espaço. Na boca, explode ''como uma bala de licor que limpa a boca com absinto''. Deve ser o último planeta saboreado, antes da chegada do outro prato.

Tudo o que sabemos sobre:
Mapa astralsistema solarano-novo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.