Marc Ferro e o ressentimento como fonte de conflitos

Um dos principais historiadores do século 20, o francês Marc Ferro, autor de livros como Os Tabus da História, defende aqui a tese de que o ressentimento está no centro de alguns dos principais conflitos da história da humanidade. "Há dois tipos de ressentimento: o do indivíduo e o da sociedade. E a mistura de ambos pode estar na base de movimentos conflituosos", escreve ele. E continua: o ressentimento é uma memória que atravessa gerações - e aquele que o carrega não consegue separar passado do presente. Daí a repetição de guerras ao longo dos séculos, que desaguam em episódios recentes como os atentados às Torres Gêmeas, em Nova York (2001), ou em Madri, em 2004. A tradução é de André Telles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.