Maremonti terá farinha importada e mestre salumiere

O forno a lenha da Maremonti já está aceso. Mas por enquanto só para testes. Mais novo empreendimento de Juscelino Pereira e Ricardo Trevisani (sócios também no restaurante Tre Bicchieri), a pizzaria começa a funcionar segunda-feira, dia 10, a poucos metros do Piselli, outra casa de Juscelino.

PATRÍCIA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2011 | 03h08

Trata-se da filial paulistana da pizzaria que existe há dez anos na Riviera de São Lourenço, no litoral. Mas por aqui a casa terá novidades, a começar pela farinha "00" Caputo, importada de Nápoles. Coberturas de funghi porcini frescos, trufas brancas, pasta de trufas negras e embutidos artesanais também são exclusivos do endereço paulistano.

O Paladar já provou a de porcini com queijo stracchino e a de mussarela da foto ao lado.

Ao todo, serão 35 sabores de pizzas, preparadas em dois estilos: o "tradicional maremonti", de massa e cornicchione médios (a mais popular na praia é a de zucchini com queijo brie), e o estilo napolitano (com certificado de autenticidade).

O cardápio terá ainda antepastos, algumas massas e saladas, assinadas por Rodrigo Queiroz, chef do Tre Bicchieri, outro sócio. O pizzaiolo Raimundo Nascimento e o maître Adílio vieram da Forneria San Paolo.

Numa ala ao lado à dos fornos de pizza vai trabalhar o italiano Luciano Pollarini, mestre salumiere. De gravata e jaleco branco, ele vai operar uma Berkel vermelha - máquina manual de cortar frios de lâminas muito delicadas que conferem textura impar aos queijos e frios.

A casa fica no lugar da extinta Risotteria Alessandro Segato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.