Marina negocia aliança com Heloísa Helena

Pré-candidata do PV, a senadora Marina Silva (AC) iniciou ontem negociações formais com a presidente nacional do PSOL, Heloísa Helena, para aliança entre os dois partidos em 2010. As legendas decidiram criar duas comissões para articular a união em torno de Marina na corrida pela sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Eugênia Lopes, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

25 de novembro de 2009 | 00h00

Após o encontro a portas fechadas, Heloísa Helena garantiu que o PSOL não reivindica a vaga de vice na chapa a ser encabeçada pela ex-ministra do Meio Ambiente. "É um diálogo inicial sem escamotear as nossas diferenças", disse Marina. "Existe a vontade de caminharmos juntas e isso vai depender do aprofundamento do diálogo."

"A decisão de caminharmos juntas em 2010 não é pessoal. Respeitamos as instâncias partidárias", afirmou Helena, ex-senadora e hoje vereadora de Maceió. Os integrantes das comissões do PV e do PSOL pretendem fazer a primeira reunião formal na semana que vem.

ESTRATÉGIA

Na pesquisa CNT/Sensus, divulgada anteontem, Marina é a última colocada - com 5,2% a 8,3% das intenções de votos - em três simulações, reunindo os presidenciáveis José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT), Ciro Gomes (PSB) e Aécio Neves (PSDB). O PV vem exigindo que ela amplie sua plataforma de temas, hoje ligados às questões de meio ambiente. Faz parte da estratégia dos marqueteiros do partido que a senadora "produza fatos" e apareça na mídia falando de outros assuntos.

A eventual aliança entre os dois partidos deverá ser anunciada no início do ano que vem, durante encontro do PSOL. Heloísa Helena afirmou que desistiu de ser candidata à Presidência, depois que Marina decidiu disputar a sucessão de Lula. A vereadora indicou que deverá tentar voltar ao Senado, afastando a hipótese de integrar a chapa presidencial do PV.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.