Marina Silva pede gestão eficiente para recuperar economia

Marina Silva (PSB), terceira colocada no primeiro turno das eleições, afirmou neste domingo que o próximo presidente terá que fazer uma gestão eficiente que recupere a economia do país.

REUTERS

26 de outubro de 2014 | 16h55

"Hoje estamos com inflação alta, crescimento baixo, temos juros que são altíssimos e temos uma situação de baixos investimentos ameaçando o emprego e salário dos trabalhadores, além de graves denúncias de corrupção", disse ela a jornalistas em Rio Branco (AC), onde votou na sede do Incra.

"É preciso buscar uma gestão que seja eficiente", completou ela, repetindo seu apoio ao candidato do PSDB, Aécio Neves, na disputa com Dilma Rousseff, do PT. "Independentemente do resultado, é fundamental que depois dessas eleições se tenha uma postura de unir o Brasil."

Questionada sobre seu futuro político, Marina disse que se dedicará à militância socioambiental.

(Por Camila Moreira)

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES2014MARINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.