Maringá-PR registra menor umidade de ar desde 1999

A região de Maringá, no norte do Paraná, teve hoje o menor índice histórico de umidade relativa do ar, de acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, que instalou a estação meteorológica na cidade em 1999.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

13 de setembro de 2010 | 20h34

Por volta das 16 horas, o nível chegou a 10,6%, considerado como estado de emergência pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Próximo da cidade, o município de Londrina registrou 12% de umidade relativa do ar.

Segundo dados da Simepar, a maioria do Paraná teve índices entre 12% e 20% hoje, que são considerados como estado de alerta pela OMS. Em Cianorte, no noroeste, e em Cambará, no norte, o nível foi de 12,4%. Em Palmital, na região central, foi registrado 14,3%, enquanto em Foz do Iguaçu, no oeste do Estado, o índice foi a 17%.

Em Curitiba, a umidade relativa do ar alcançou a mínima de 26,2%. O sol forte predominou durante todo o dia no Estado, com máximas de 37,6 graus em Paranavaí, no oeste, e 29,6 graus em Curitiba. Para amanhã, a previsão é que haja uma melhora no ar seco, com a chegada de uma frente fria que estava se desenvolvendo entre o norte da Argentina e o Rio Grande do Sul. Há possibilidade de chuva.

Tudo o que sabemos sobre:
arsecoMaringáPR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.