Marinha da Nigéria caça piratas que sequestraram navio

A marinha da Nigéria disse nesta segunda-feira estar caçando piratas que sequestraram no fim de semana quatro membros da tripulação de um navio fora da costa do oeste africano, região produtora de petróleo.

Reuters

24 Dezembro 2012 | 14h09

O navio, nomeado pela marinha de MV Asso Ventuno, embarcou no domingo a cerca de 65 km da costa do Estado nigeriano de Bayelsa, produtor de petróleo, de acordo com o International Maritime Bureau (IMB).

Outro membros da tripulação não foram feridos e os piratas liberaram o navio, que continuou até um porto seguro, disse o IMB.

Um porta-voz da Marinha da Nigéria confirmou o incidente: "Cinco embarcações foram mobilizadas para tarefas de patrulha fora da Brass Area.

"A Marinha da Nigéria, em colaboração com outras agências, têm intensificado os esforços de busca e resgate dos quatro membros da tripulação sequestrados do MV Asso Ventuno e na apreensão dos piratas."

A pirataria e o sequestro no Delta produtor de petróleo da Nigéria são comuns e o Golfo da Guiné, rico em petróleo, só perde para as águas ao largo da Somália em risco de ataques de piratas, que aumentam os custos para as empresas de petróleo e transporte.

Houve uma série de sequestros em águas nigerianas e no Delta do Níger este mês. Na semana passada, os piratas saquearam um navio petroleiro da Nigéria e sequestraram cinco tripulantes, disse o operador do navio.

(Reportagem de Tife Owolabi e reportagem adicional de Joe Brock)

Mais conteúdo sobre:
NIGERIAPIRATAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.