Massa conta com disputa entre pilotos da Mercedes e diz que pode arriscar

Largando da terceira posição no Grande Prêmio do Brasil, Felipe Massa terá uma visão privilegiada da briga entre os pilotos da Mercedes pelo título da Fórmula 1. E sem nada a perder, ele conta exatamente com uma oportunidade nesse momento para arriscar uma boa posição no domingo.

REUTERS

08 Novembro 2014 | 18h58

Nico Rosberg largará da pole position em Interlagos, à frente de seu colega de equipe Lewis Hamilton, que lidera a classificação do campeonato 24 pontos à frente do alemão. Embora a corrida em São Paulo não vá decidir o campeão desta temporada já que Abu Dhabi, a última etapa distribuirá o dobro de pontos, ela pode deixar a disputa ainda mais apertada.

“A gente não pode esquecer que eles estão brigando entre eles também, e às vezes uma oportunidade pode acontecer”, disse Massa, da equipe Williams, após o treino classificatório deste sábado.

“Eu posso arriscar, não tenho nada a perder. A minha posição no campeonato não interessa nada, então vou tentar fazer o máximo e se eu tiver qualquer oportunidade, vou tentar.”

Logo a largada pode ser uma dessas oportunidades, segundo o piloto. “Se sentir que tem chance de atacar, tem que usar a oportunidade. Mas tem muitas coisas para entender durante a corrida.”

O brasileiro torce para que a prova no domingo seja no seco pois é nessa condição que o carro tem mostrado desempenho melhor, mas admite que o clima é sempre uma incógnita quando se trata de GP de Brasil. O treino todo de sábado foi disputado sob pesadas nuvens.

O melhor resultado de Massa neste ano foi o terceiro lugar na Itália, e ele está em oitavo lugar no campeonato, enquanto seu companheiro na Williams, Valtteri Bottas, tem a quarta posição.

O trabalho para 2015 já começou, e Massa vê a Williams como talvez a equipe que mais evoluiu durante o campeonato. “Temos que continuar nessa mentalidade, tem muita coisa para melhorar, para ser solucionada, estratégias...”

(Reportagem de Camila Moreira)

Mais conteúdo sobre:
F1 MASSA ARRISCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.