Mata Atlântica lidera proteção de áreas

Mata Atlântica lidera proteção de áreas

O bioma que mais possui reservas particulares no Brasil é o que mais foi desmatado: a Mata Atlântica, com 619 RPPNs. A disparidade é enorme ao se comparar com o bioma mais pobre em reservas - o Pampa tem apenas 8 áreas reconhecidas.

, O Estadao de S.Paulo

31 de março de 2010 | 00h00

"Como a Mata Atlântica já perdeu mais de 90% da cobertura original, há um esforço muito grande de criar RPPNs", afirma Mariana Machado, coordenadora do Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica.

Essa iniciativa das ONGs Conservação Internacional, Fundação SOS Mata Atlântica e The Nature Conservancy (TNC) para ajudar financeiramente proprietários do bioma existe há sete anos e já apoiou a criação de 381 RPPNs e a gestão (como instalação de infraestrutura) de 78.

"Cerca de 80% do que ainda temos de Mata Atlântica está nas mãos dos particulares, por isso é muito importante preservar as áreas privadas", diz Mariana.

O administrador de empresas Daniel Turi, de 33 anos, foi um dos beneficiados. Ele gastou aproximadamente R$ 5 mil para fazer um levantamento topográfico, obter documentação e, dessa forma, criar a RPPN Encantos da Jureia, no município de Pedro de Toledo, em 2008. "Era um sonho de criança que consegui realizar", afirma ele.

Em Mato Grosso do Sul há outro programa para incentivar RPPNs no Pantanal e no Cerrado (www.repams.org.br). A Aliança da Caatinga também tem auxiliado donos de terras a proteger suas áreas verdes. No primeiro edital, foram apoiadas 18 RPPNs. E existe mais um em andamento. / A.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.