McCain diz que vitória no Iraque pode vir em quatro anos

O candidatorepublicano à Casa Branca, John McCain, disse na quinta-feiraque dentro de quatro anos os EUA poderiam vencer a guerra doIraque, retirando a maior parte das tropas e deixando para trásuma democracia sólida. A declaração deve ser explorada por seus rivais democratas,Barack Obama e Hillary Clinton, que prometem retirar as tropasrapidamente e acusam McCain de pretender manter as mesmaspolíticas do governo Bush no impopular conflito do Iraque. Valendo-se de uma declaração de McCain neste ano, osdemocratas dizem que o senador republicano pretende manter umapresença militar norte-americana no Iraque durante os próximoscem anos. McCain considera possível uma presença militar de váriasdécadas para manter a estabilidade na região, a exemplo do queacontece no Japão, na Coréia do Sul e na Alemanha. Mas, em discurso que vai proferir na quinta-feira emColumbus, Ohio, ele vai tratar daquilo que acha ser possível aolongo de um mandato presidencial. "Até janeiro de 2013, aAmérica [os EUA] terá recebido em casa a maioria dos militaresque se sacrificaram terrivelmente para que a América estejasegura em sua liberdade," afirmará o candidato. "A guerra do Iraque foi vencida. O Iraque é uma democraciaem funcionamento, embora ainda sofrendo com os efeitos dedécadas de tirania e séculos de tensão sectária. A violênciaainda ocorre, mas é espasmódica e muito reduzida," prevêMcCain.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.