MEC afirma que provas do Enade não foram violadas

O Ministério da Educação (MEC) informou que não houve violação de sigilo das provas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) - que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) -, marcadas para o dia 8. Ontem, um caminhão da Consulplan, que organiza a prova, foi parado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município fluminense de Três Rios e, segundo agentes, as provas não teriam lacre de segurança.

AE, Agencia Estado

21 de outubro de 2009 | 10h46

O MEC afirmou que dois funcionários da Consulplan transportavam de São Paulo para a sede da empresa, em Minas Gerais, folhas de respostas e quatro caixas de provas ampliadas para alunos com necessidades especiais. "Os cadernos de provas ampliados estavam acondicionados em caixas e seguiam junto com outras caixas contendo folhas de respostas que não eram de cunho sigiloso." O veículo foi liberado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãoEnadeMEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.