MEC altera seleção das federais

Candidatos poderão usar o resultado do Enem para escolher até duas opções de cursos, em etapa única; o ProUni também terá novas regras

Paulo Saldaña, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2010 | 00h00

A secretária do Ensino Superior do MEC, Maria Paula Dallari, anunciou ontem novas regras para o programa de bolsas Universidade Para Todos (ProUni) e para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) das universidades federais. A partir da seleção no meio deste ano, os candidatos poderão usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para escolher duas opções de curso, em etapa única.

No Sisu, os candidatos indicavam uma única opção, mas tinham chances em três etapas diferentes; no ProUni, os estudantes escolhiam até cinco cursos em três etapas.

Além de aproximar as regras de as ambas seleções, o MEC decidiu unificar as datas: as inscrições tanto do ProUni quanto do Sisu ficarão abertas entre 10 e 14 de junho.

Na seleção para as federais, caso a nota do Enem seja suficiente para o aluno ingressar no curso indicado como primeira opção, o candidato terá de efetivar a matrícula, sob pena de ser retirado do sistema. Se passar apenas na segunda opção, pode permanecer para a segunda ou terceira rodadas de convocação. Haverá uma única lista de espera.

"Vai desestimular o jogo que ocorria e agilizar o sistema", afirmou Maria Paula, durante reunião com o Conselho Universitário da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Para Maria Paula, o "grande senão" no sistema do início deste ano foi a demora para a conclusão do processo.

Na seleção passada, o Sisu foi fonte de dores de cabeça para estudantes, MEC e universidades. Confuso, tinha três etapas e permitia ao estudante fazer uma opção em cada. Muitos universitários se cadastravam no sistema e desistiam da matrícula, o que provocou um grande número de vagas ociosas e exigiu a abertura de uma etapa suplementar.

Maria Paula disse esperar que as universidades ofereçam 15 mil vagas. O MEC pretende abrir o processo de adesão das instituições amanhã. Para isso, é preciso publicar hoje uma portaria.

O MEC divulgou ontem as datas em que vão ocorrer as convocações e matrículas do Sisu (mais informações nesta pág.).

ProUni. Depois de anunciar mudanças no Sisu, o Ministério da Educação também pretende alterar as regras do ProUni.

A secretária Maria Paula Dallari disse que pretende reduzir de cinco para duas o número de opções que os candidatos a bolsas podem fazer. A ideia do MEC é, além de limitar o número de opções, adotar um processo único para a escolha dos beneficiados pelas 80 mil bolsas que o governo prevê distribuir em 2010.

Até 2009, o ProUni tinha três etapas para inscrição.

DATAS DO SISU

Inscrições:

De 10 e 14 de junho

Primeira chamada:

Dia 7/6; matrícula em 21 e 22/6

Segunda chamada:

Dia 26/6; matrícula em 30/6 e 1/7

Terceira chamada:

Dia 7/7; matrícula em 12 e 13/7

Lista de espera: 19/7

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.