MEC usa site oficial para exaltar Lula

Página noticiou homenagem que o ex-presidente receberá de universidades do Rio e reproduz elogios do ministro Aloizio Mercadante

Carlos Lordelo, do Estadão.edu, e Paulo Saldaña, de O Estado de S. Paulo,

28 Abril 2012 | 03h05

O Ministério da Educação (MEC) usou seu site para exaltar a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Notícia publicada às 20h45 de anteontem relata homenagem que Lula receberá de universidades federais do Rio e reproduz declarações elogiosas do ministro Aloizio Mercadante (PT) ao ex-presidente: "Lula foi, seguramente, o presidente que mais fez pela educação do País, em especial pelo ensino superior".

Procurado, o MEC não comentou os motivos da publicação. O portal da pasta costuma publicar informações acerca de ações do ministério, notas oficiais, números de educação.

No texto, Mercadante diz que "o MEC está honrado pelo reconhecimento ao presidente Lula por parte das universidades federais do Rio". A notícia também cita realizações do ministério sob a gestão de Lula: "Na gestão do ex-presidente foram criadas 14 universidades federais e 126 câmpus universitários. Programas como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Universidade para Todos (ProUni), voltados para o acesso ao ensino superior, foram ampliados ou tiveram as regras reformuladas para ampliar as condições de ingresso". O texto ficou em destaque na página do MEC até o início da tarde de ontem.

Homenagens. A homenagem a Lula será na próxima semana. As Universidades Federais do Rio de Janeiro (UFRJ), do Estado do Rio (UniRio), Fluminense (UFF) e Rural do Rio (UFRRJ) entregarão título de doutor honoris causa ao ex-presidente.

O ex-presidente acumula uma série de homenagens do tipo. O primeiro anúncio de doutoramento de Lula ocorreu em 2002, quando ele ainda não era presidente - mas já havia sido eleito. A Universidade Federal da Bahia (UFBA) atribuiu o título por reconhecer "sua contribuição ao desenvolvimento social e seu grande conhecimento dos problemas brasileiros".

Honoris causa é uma homenagem reservada tradicionalmente a mestres do saber. Trata-se de uma expressão latina que significa por distinção honorífica, por motivo ou a título de honra.

Desde que deixou a presidência, Lula recebeu o honoris causa de sete instituições. O primeiro, em janeiro de 2011, foi da Universidade de Viçosa (MG). Na oportunidade, disse: "Quando olharem para mim com desdém por não ter diploma universitário, vou mostrar a foto vestido como doutor honoris causa".

Ele acumulou homenagens em outros países. Recebeu, por exemplo, a distinção da Universidade de Coimbra, em Portugal, e do Instituto de Estudos Políticos de Paris, a Sciences Po. Com os 5 que receberá, Lula vai colecionar 12 títulos recebidos após deixar o governo - e tem aprovados 80 honoris causa no Brasil e no exterior. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por exemplo, recebeu cerca de 20. / COLABOROU FLÁVIA D'ANGELO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.