Médica cubana se emociona com recepção em Posse, SP

Com flores, solenidade oficial e muito choro, a pequena Santo Antônio de Posse, no interior de São Paulo, recebeu neste sábado, 21, a médica cubana Silvia Maria Cobas Blanco, de 44 anos, do Mais Médicos. Ela é a única médica do programa a ser enviada para a cidade, que sofre com a falta de profissionais na rede.

RICARDO BRANDT, Agência Estado

21 de setembro de 2013 | 16h53

"Não estou acostumada com essa recepção, jornalistas, entrevista, discurso. Estou aqui para trabalhar, estou aqui pelo povo", afirmou a médica. Ela deixou em Cuba o marido, o dentista Andrez Ranã e a filha Lily, de 19 anos.

Silvia Maria já trabalhou na Venezuela entre 2003 e 2007. "Atender pessoas é igual em todo lugar do mundo", afirmou a cubana, com seu portunhol. "Achei que haveria mais médicos do meu país para onde eu iria", afirmou Maria Silvia.

A cubana chegou por volta das 15h e foi recepcionada em uma solenidade na Câmara de Vereadores. Além de uma bíblia em espanhol e flores, a médica recebeu de presente uma camiseta da seleção brasileira da copa de 58.

"Somos o país do futebol e por isso quis presenteá-la com a camisa da primeira vitória do Brasil em uma Copa", afirmou o prefeito Maurício Comisso (PRB), que eu seu discurso se comparou ao ditador cubano Fidel Castro. "Em seus discursos ele fala ''mutio''." Silvia Maria vai morar em uma casa alugada e mobiliada pela prefeitura de Posse e vai atender 5 mil pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.