Médicos do CE pedem Revalida para diploma estrangeiro

Duzentos de cinquenta médicos fizeram uma manifestação, nesta quarta-feira, em Fortaleza cobrando a aplicação do Exame Nacional de Revalidação do Diploma Médico (Revalida) para contratação de médicos estrangeiros por parte do Governo Federal. A manifestação começou com uma concentração no Palácio da Abolição (sede do Governo do Estado) e seguiu em passeata até o Jardim Japonês localizado na Avenida Beira Mar. Os médicos ocuparam uma faixa da Avenida Barão de Studart, onde fica o Palácio da Abolição e de lá desceram para a Beira-Mar.

LAURIBERTO BRAGA, Agência Estado

03 de julho de 2013 | 18h50

Todos de jalecos brancos, os médicos portavam cartazes que denunciaram também o descaso com o Sistema Único de Saúde (SUS). Um cartaz dizia:

"Dilma sai do Sírio e vem para o SUS". Outra cartaz destacou a exigência do Revalida: "Revalida Sim". Os médicos pediram ainda concurso público, melhores condições de trabalho, carreira de Estado e 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a Saúde.

Pela manhã os médicos ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa, onde ganharam o apoio dos deputados na defesa de suas reivindicações, principalmente contra a contratação de médicos cubanos. O movimento chamado de "Vem pra rua pela Saúde" ganhou a simpatia dos cearenses ao longo da passeata que teve bandeiras do Brasil e um apitaço.

Mais conteúdo sobre:
protestosCearámédicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.