Médicos só atendem na próxima semana em Indaiatuba

Mesmo com a entrada em vigor da lei criando o Mais Médicos, o atendimento à população vai demorar mais alguns dias em Indaiatuba, uma das primeiras cidades paulistas a aderir ao programa federal. De acordo com a prefeitura, os quatro médicos com diploma estrangeiro precisam esperar a chegada do respectivo número do registro no Ministério da Saúde para iniciar o atendimento. "Ainda há pequenas burocracias, como mandar confeccionar os carimbos que serão usados na emissão de receitas", disse o secretário de Comunicação, Odair Gonçalves.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

24 Outubro 2013 | 17h01

Os médicos - dois brasileiros com diploma no exterior e dois estrangeiros - estão na cidade desde o dia 23 de setembro. Nesta quinta-feira, 24, eles participavam de mais uma reunião de planejamento. Se tivessem trabalhado desde o início, teriam tirado da fila do atendimento cerca de 1,5 mil pessoas. Como a cidade terá ponto facultativo na segunda-feira, 28, dia do servidor público, os médicos começam a atender às 7 horas de terça, 29. Eles vão atuar na rede básica e acompanhar as equipes do Programa Saúde da Família. A cidade já recebeu uma médica brasileira do programa, a única que está atendendo desde o início do programa.

Mais conteúdo sobre:
Mais MédicosIdaiatuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.