Melhora externa e queda dos juros auxilia fundos em julho-Anbima

A indústria de fundos de investimentos se beneficiou das expectativas de redução de juros e de atuação mais ampla do Banco Central Europeu na compra de títulos soberanos, o que compensou o efeito dos fracos resultados econômicos no segundo trimestre, informou a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) nesta sexta-feira.

Reuters

17 de agosto de 2012 | 16h34

No mercado de renda fixa, a rentabilidade dos fundos renda fixa índices foi de 2,45 por cento em julho e de 13,14 por cento no acumulado dos sete primeiros meses do ano.

Este é o segundo melhor desempenho da indústria em 2012, atrás apenas dos tipos Ações Dividendos, com alta de 13,65 por cento no período. Em julho, esta categoria teve alta de 2,26 por cento.

Já os fundos small caps subiram 6,91 por cento em 2012 e 3,80 por cento em julho, por sua baixa correlação com o Ibovespa.

Na categoria Multimercados, o destaque, segundo a Anbima, foi o tipo Macro, que subiu 2,28 por cento em julho e 11,29 por cento no ano.

A indústria registrou resgate líquido de 4,7 bilhões de reais em julho. A saída líquida mais significativa, de 3,4 bilhões de reais, ocorreu na categoria FIDC, sendo 3 bilhões desse total em apenas um fundo, do segmento Corporate.

(Por Juliana Schincariol)

Mais conteúdo sobre:
FINANCASFUNDOSANBIMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.