Membro do PCC é preso após tentar subornar PM

O homicida Roberto César de Oliveira, de 32 anos, procurado pela Justiça e membro do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que age dentro e fora do sistema prisional paulista, foi detido, juntamente com um comparsa, no início da noite de ontem na zona sul de São Paulo, após ser abordado por policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) e oferecer arma e dinheiro em troca da liberdade.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

14 Junho 2011 | 06h03

Ocupando um Meriva branco, com duas crianças, supostamente seus filhos, o bandido foi abordado perto da Favela Alba, região do Jabaquara. Mesmo mostrando uma identidade falsa, o criminoso percebeu que acabaria preso e pediu aos policiais que fossem com ele até a casa da avó das crianças, onde elas ficariam, e de lá seguissem para a casa dele, no bairro vizinho, de Cidade Ademar, pois entregaria aos policiais arma e dinheiro, cerca de R$ 45 mil.

Fingindo aceitar o suborno, ao chegarem na casa do criminoso, os policiais já receberam das mãos dele R$ 1.800,00 e uma pistola 9 mm, de uso exclusivo das Forças Armadas. Oliveira então ligou para o comparsa e pediu R$ 45 mil. O colega de Oliveira, minutos depois, chegou em uma moto trazendo R$ 45.624,00. A dupla acabou detida em flagrante e foi encaminhada à sede do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic).

Mais conteúdo sobre:
prisãoPCC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.