Menina algemada na sala pede US$ 1 milhão

Menina algemada na sala pede US$ 1 milhão

A menina de 12 anos que foi levada algemada de sua escola no Queens, em Nova York, em fevereiro, para uma delegacia, por ter escrito em sua carteira, exigirá da polícia US$ 1 milhão de indenização, segundo o advogado de defesa, Alexa González. Enquanto aguardava a chegada da professora de espanhol, a garota pegou uma caneta fluorescente e escreveu na mesa "quero bem a meus amigos Abby e Faith" e "Lex esteve aqui". Apesar de saber que a tinta era fácil de limpar, os agentes da polícia tiraram a menina algemada da escola, diante dos colegas. A mãe foi orientada a ir para casa e aguardar até ser chamada. A menina passou cerca de duas horas fechada em uma sala. A garota e a mãe foram levadas à Corte de Família, e a estudante foi condenada a prestar oito horas de trabalho comunitário e a escrever um ensaio sobre o que aprendeu com a experiência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.