Menina de 10 anos sai do coma e denuncia estuprador

Uma menina de dez anos, internada após ter sido agredida com uma paulada, saiu do coma na última sexta-feira, 5, e revelou o motivo da agressão. Um homem que batera na porta de sua casa, em Pilar do Sul, região de Sorocaba, no dia 30 de agosto, para pedir um copo de água, tentou estuprá-la. O crime sexual não foi consumado porque o cão da família atacou o agressor com mordidas.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Estadão Conteúdo

07 Setembro 2014 | 18h08

O criminoso, identificado como João Machado Rodrigues, de 42 anos, tinha sido preso por furto, roubo, receptação, lesões corporais e incêndio, e havia sido internado no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Franco da Rocha, o antigo manicômio judiciário, por conduta antissocial. Ele foi libertado no dia 22 de julho por ordem judicial.

Após sair do coma, no Hospital Regional de Sorocaba, a menina delatou ao pai a tentativa de estupro. O agressor foi reconhecido por fotos e pelas testemunhas, que o viram próximo da casa quando a menina saiu pedindo socorro, com a cabeça sangrando. Como ela perdeu os sentidos, inicialmente se acreditou que ela tinha sofrido uma queda.

Ao ser preso, o suspeito tinha as marcas do ataque do cão. Acusado de estupro de vulnerável, pois agarrou a menina, e tentativa de homicídio, ele teve a prisão temporária decretada por 30 dias. O suspeito está preso na Cadeia Pública de Pilar do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.