Menino de 12 anos morre após ser baleado no Rio

Uma criança e um suspeito de envolvimento com o tráfico morreram e um policial foi baleado nas costas em confrontos registrados entre policiais e criminosos em áreas de Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). As trocas de tiros ocorreram na Cidade de Deus, zona oeste, na Rocinha, zona sul, e na Nova Brasília, uma das favelas do Complexo do Alemão, zona norte.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

15 Junho 2014 | 18h21

O menino de 12 anos estava na localidade conhecida como Reta dos Barracos, no Caratê, na Cidade de Deus, quando foi atingido no peito, por volta das 14 horas de ontem. No momento, ocorria uma troca de tiros entre traficantes e policiais da UPP. O menino foi levado pelos policiais para a Unidade de Pronto Atendimento da favela e transferido para o Hospital Municipal Lourenço Jorge. Ele chegou em estado muito grave, foi operado, mas não resistiu, informou a Secretaria Municipal de Saúde.

Na manhã de domingo, 15, um homem morreu em confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), na Nova Brasília. A PM informou que foram apreendidos com o homem uma pistola 9mm, dois carregadores e duas granadas. Ele morreu no Hospital Getúlio Vargas. O caso foi registrado na 45ª DP.

Na noite de sábado, 14, o confronto ocorreu na Rocinha no momento da troca de turno entre os policiais, na localidade conhecida como Vila Verde. O PM ferido, que não teve a patente nem a identidade revelada por questões de segurança, foi atendido no Hospital Municipal Miguel Couto. De acordo com a comandante da UPP Rocinha, major Pricilla Azevedo, o ferimento foi superficial e ele foi liberado em seguida. Em nota, a PM informou que "ações de varredura" foram feitas na comunidade em busca dos criminosos.

Mais conteúdo sobre:
violênciaUPPCidade de Deus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.