Menino morre após brincadeira com álcool em Franca

Garoto teve 75% do corpo queimado após explosão; prima dele está internada em estado grave

Brás Henrique, O Estado de S.Paulo

13 Novembro 2008 | 15h08

O menino Carlos Guilherme Rafael da Silva morreu na quarta-feira, 12, no Hospital Estadual de Bauru, no interior paulista, após ter quase 75% do corpo queimado quando brincava com álcool e um produto para dar brilho em pneus de carros. Ele estava internado desde 1º de novembro na Unidade de Tratamento de Queimaduras. O incidente ocorreu em 31 de outubro, em Franca, quando Carlos e outras crianças brincavam na garagem da casa de uma prima. As crianças tentavam repetir uma experiência vista na TV: colocaram uma lata com álcool no tanque de lavar roupas e atearam fogo. O álcool terminou e Carlos, de 9 anos, pegou o produto para pneus, que também tem substâncias químicas. Ele segurava um galão de cinco litros quando tentou jogar o líquido na lata, mas houve a explosão e o fogo o atingiu. A prima, de 12 anos, também se queimou e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto, em estado grave. O corpo de Carlos foi sepultado nesta quinta-feira, 13.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.