Menino recebe coração após viver com órgão artificial

O menino Patrick Hora Alves, de 10 anos, que há 22 dias sobrevivia com um coração artificial, passou hoje por um transplante no Instituto Nacional de Cardiologia (INC), em Laranjeiras, na zona sul do Rio de Janeiro. A cirurgia durou quatro horas. O drama do garoto comoveu o Estado. Ele sofre de miocardia restritiva, doença que enfraquece o coração a ponto de impedir o bombeamento do sangue. Patrick foi a primeira criança no País a receber o dispositivo.

AE, Agência Estado

15 de abril de 2011 | 19h57

A doadora do coração foi uma mulher de 37 anos, moradora de Volta Redonda, no sul fluminense. A Delegacia de Atendimento à Mulher local apura se a mulher morreu após ser agredida pelo companheiro e pela filha de 18 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.