Menor cidade do País, Borá tem 1º roubo de sua história

Os 834 moradores de Borá, a menor cidade do País, no oeste paulista, a 520 km de capital paulista, estão com medo. Na madrugada de anteontem, homens armados invadiram e roubaram a única agência bancária instalada ali, na praça central, há 33 anos. É o primeiro assalto da história da cidade. Os dois bandidos não conseguiram arrombar o cofre do banco Santander e fugiram levando apenas alguns talões de cheque, o colete e o revólver calibre 38 que o vigia, que não estava no local, tinha deixado numa gaveta. ?Estamos preocupados, pois não é esse tipo de gente que nós queremos aqui?, disse o vereador Robson Donley (PSDB). Segundo ele, recentemente ocorreram três furtos na zona rural. ?Com essa história de ser a menor cidade, tem gente que cresce o olho, acha que é fácil vir aqui e roubar.? Na segunda-feira, ele entrará com requerimento na Câmara pedindo um aumento no efetivo policial. ?Todo nosso efetivo é de 5 PMs e dois investigadores, mas nenhum mora na cidade.? Na noite do assalto, um único soldado dava plantão no posto policial, mas os bandidos tiveram o cuidado de cortar os fios do telefone e murchar o pneu da única viatura. Quando o alarme disparou na sede da empresa de segurança, em São Paulo, o plantonista tentou contatar a PM sem êxito. A base fica perto da agência, na Praça Santo Antônio, mas chovia naquela noite e o policial nada ouviu. O roubo só foi percebido na manhã seguinte. A cidade está sem delegado e o único escrivão está em férias. As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.