Mercadante diz que segue líder do PT no Senado a pedido de Lula

O senador Aloizio Mercadante (SP) recuou nesta sexta-feira e afirmou que desistiu de deixar a liderança do PT no Senado, atendendo a um pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

REUTERS

21 Agosto 2009 | 12h07

Na véspera, Mercadante havia informado que deixaria o cargo, pois não aceitava a posição que o partido tomou no Conselho de Ética da Casa. Os votos de três senadores petistas foram fundamentais para a manutenção do arquivamento de 11 processos por quebra de decoro parlamentar contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

"Mais uma vez o presidente lula me deixa numa situação que eu não tenho como dizer não", disse Mercadante no plenário do Senado.

(Reportagem de Fernando Exman)

Mais conteúdo sobre:
POLITICAMERCADANTECONTINUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.