Mercado eleva previsões para inflação; mantém para Selic

O mercado elevou a estimativa de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano a 5,90 por cento ante 5,88 por cento na semana anterior e aumentou a estimativa para 2011 a 5,31 por cento contra 5,29 por cento, mostrou o relatório Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira.

REUTERS

27 de dezembro de 2010 | 08h50

A meta de inflação de dois anos tem centro em 4,5 por cento e tolerância de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo. Para os próximos 12 meses, a projeção para o IPCA caiu para 5,39 por cento, ante 5,40 por cento na semana anterior.

Já para o juro básico, o mercado manteve a projeção para o fim de 2011 em 12,25 por cento. A previsão para a Selic em janeiro de 2011 também foi mantida em 11,25 por cento.

Vale lembrar que, na semana passada, o Relatório de Inflação do Banco Central sugeriu necessidade de alta da Selic no curto prazo devido às previsões de inflação acima da meta. Atualmente a Selic está em 10,75 por cento.

A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010 permaneceu em 7,61 por cento e, para 2011, foi mantida em 4,5 por cento.

O prognóstico para o câmbio no fim de 2010 foi mantido em 1,70 real, enquanto que para 2011 permaneceu em 1,75 real.

(Reportagem de Nathália Ferreira)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENFOCUSATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.