Mercado eleva projeção para Selic em 2013 a 8,5%--BC

O mercado elevou pela terceira semana seguida a projeção para a Selic em 2013, passando a 8,5 por cento contra 8,25 anteriormente, ao mesmo tempo em que reduziu a perspectiva para a inflação e para o crescimento da economia neste ano, de acordo com a pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira.

CAMILA MOREIRA, Reuters

25 de março de 2013 | 08h57

A pesquisa também mostrou que os analistas consultados pelo BC deixaram inalterada a perspectiva para 2014 da taxa básica de juros --hoje na mínima histórica de 7,25 por cento ao ano-- em 8,5 por cento.

Entre o Top 5 --instituições que mais acertam suas previsões-- a mediana no médio prazo para a Selic também mostra expectativa de a taxa encerrar 2013 a 8,5 por cento, após 8,25 por cento no levantamento anterior. Para 2014, a perspectiva foi elevada a 8,5 por cento, ante 7,75 por cento.

A pressão inflacionária tem apresentado um dilema para o BC, uma vez que a recuperação econômica ainda é frágil e a disseminação da alta dos preços é forte entre os setores.

Na sexta-feira, o IPCA-15 --prévia da inflação oficial do país-- mostrou desaceleração da alta mensal em março, mas isso não foi suficiente para aliviar a expectativa do mercado de elevação da Selic a partir de maio, com a taxa em 12 meses acumulando 6,43 por cento.

Esse resultado ficou bem próximo do teto da meta do governo, de 6,5 por cento pelo IPCA.

No Focus, os analistas fizeram mais um ajuste e veem agora o IPCA em 5,71 por cento neste ano, ante 5,73 por cento na pesquisa anterior. Para 2014 houve elevação da perspectiva a 5,60 por cento, contra 5,54 por cento anteriormente.

CRESCIMENTO

Por sua vez, a perspectiva para a expansão da economia brasileira em 2013 foi reduzida a 3 por cento, após 3,03 por cento anteriormente, mesmo após sinais de um início de ano em recuperação, puxado pela indústria e também pelo varejo.

Para 2014, os analistas mantiveram a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 3,5 por cento.

Já a expectativa para o câmbio no final deste ano foi mantida em 2 reais pela quarta semana seguida.

Tudo o que sabemos sobre:
BACENFOCUSATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.