Meryl incorpora estilo desajeitado de Julia

Ver Julie & Julia na telona tem um efeito colateral: dá água na boca

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2009 | 02h08

Antes de ir ao cinema ver Julie & Julia, certifique-se de que não está com fome. Não é recomendável passear pela cozinha de Julia Child e Julie Powell com o estômago roncando. Escrito e dirigido pela americana Nora Ephron, o filme é baseado nos livros Julie & Julia, de Julie Powell, e na autobiografia Minha Vida na França, de Julia Child.

O filme começa em 1948, quando Julia Child (Meryl Streep) desembarca com o marido Paul Child (Stanley Tucci) na cidade francesa de Rouen e se emociona com o sabor e a quantidade de manteiga de um linguado à la meunière. Ali mesmo, diante do linguado, ela seria fisgada para sempre pela gastronomia francesa e pela refeição que classificou como "a mais importante" de sua vida.

Entremeada à história de Child na França, desenrola-se a de Julie Powell (Amy Adams), uma americana comum que, cansada de seu emprego burocrático, resolve reproduzir as 524 receitas de Masteriang the Art of French Cooking e começa um blog Julie/Julia/Project, em que vai contando a experiência diariamente.

O filme é divertido, mas o que tem de precioso é a história de Julia Child e a interpretação de Meryl Streep. A atriz conseguiu emular a voz e os trejeitos da Julia grandalhona e meio desajeitada - os vídeos de seu programa The French Chef podem ser vistos no YouTube. Meryl captou a personalidade calorosa de Julia e contracenou perfeitamente à vontade com omeletes, merengues e patos que aparecem exatamente como nas receitas de MtAoFC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.