Mesquitas em presépios geram polêmica na Itália

Presépios montados em cidades do norte do país incluem o templo islâmico.

David Willey, BBC

24 Dezembro 2008 | 20h00

Políticos de direita da Itália protestaram contra inclusão de símbolos associados à religião muçulmana em presépios montados no norte da Itália. Em uma igreja na cidade de Gênova, foram incluídos, além dos elementos tradicionais como o menino Jesus na manjedoura e os três reis magos, também uma mesquita e um minarete. Um outro presépio, montado em uma escola de Veneza, também incluiu uma mesquita. Reagindo ao presépio em Gênova, montado pelo padre Prospero Bonanzi, o deputado do partido de direita Liga Norte, Mario Borghezio, disse que a idéia tinha sido "o ato de um idiota". "A única coisa que ele esqueceu de colocar foi um suicida pronto para explodir a manjedoura de Cristo", disse. "Inclusão" Em Veneza, o detalhe a mais no presépio da escola católica gerou reações adversas de estudantes e professores. Mas o cardeal Angelo Scola, da cidade italiana, mostrou moderação em seus comentários. Segundo ele, não há regras rígidas sobre o que se deve e o que não se deve incluir nos presépios. Já o imã (pregador islâmico) de Milão, Hamid Shari, disse que colocar uma mesquita nos presépios foi uma boa idéia e representou um gesto de inclusão. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
papai noel padre natal presepio mesquitas italia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.