Metrô de SP terá suspensão parcial neste fim de semana

Entre estações Consolação e Clínicas não haverá circulação; CPTM aumenta intevalo entre trens no domingo

Elvis Pereira, estadao.com.br

15 de maio de 2008 | 20h14

O Metrô de São Paulo suspenderá a circulação de trens entre as estações Consolação e Clínicas, da Linha 2-Verde, neste fim de semana. O motivo é o descolamento do shield, conhecido como "tatuzão", para a região da Avenida Paulista, no centro de São Paulo. O equipamento está sendo utilizado na escavação da Linha 4-Amarela. A previsão é de que o trabalho seja concluído na madrugada de segunda-feira, 19, e as duas estações, abertas às 4h40.  No sábado, 17, e no domingo, 18, o usuário do Metrô poderá usar os ônibus do Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) para percorrer o trecho gratuitamente. Mais de 10 veículos serão disponibilizados. Antes de embarcar, o passageiro deverá retirar senhas nas estações Consolação e Clínicas. Estima-se que a viagem aumente em quatro minutos.  Segundo o Metrô, para orientar as pessoas, serão fixados banners e cartazes nas estações Paraíso, Ana Rosa e Sé e distribuídos mais de 200 mil folhetos com informações sobre a operação "Mais Metrô para Você". No restante da linha, até as estações Vila Madalena e Alto do Ipiranga, as composições funcionarão normalmente.  Manutenção na CPTM A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) aumentará neste domingo, 18, o intervalo dos trens nas Linhas 11-Coral (Luz-Estudantes) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana). Na primeira, o intervalo subirá de 12 para 30 minutos, por conta da execução de serviços de manutenção preventiva da rede aérea, entre 4 e 18 horas. No período, a circulação ocorrerá por apenas uma via entre as Estações Jundiapeba e Mogi das Cruzes e na região da plataforma 4 da Estação Brás.  Na Linha 12, serão efetuadas obras de acabamento nas passarelas de acesso às futuras estações Jardim Helena e Itaim Paulista, das 8 às 18 horas. Com isso, as composições percorrerão o trecho entre as estações São Miguel Paulista e Engenheiro Manoel Feio por via única. O intervalo dos trens passará de 15 para 24 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.