Metroviários aceitam proposta e cancelam greve

O Metrô aceitou conceder um aumento de 8% aos funcionários para evitar a greve da categoria, que poderia ocorrer na terça-feira, 4. Em assembleia na noite desta segunda-feira, 3, os metroviários decidiram cancelar a paralisação.

BRUNO RIBEIRO, Agência Estado

03 de junho de 2013 | 21h17

O porcentual de reajuste foi sugerido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em audiência de conciliação, e a liderança do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários de São Paulo concordou.

A primeira proposta da companhia, de 6,95% de aumento, havia sido rejeitada pelos metroviários. Nesta terça, porém, ainda haverá a definição sobre uma possível greve dos funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Tudo o que sabemos sobre:
metrôCPTMgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.