Metroviários de São Paulo anunciam estado de greve

Os funcionários da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) declararam ontem estado de greve, em reunião na sede do sindicato. De acordo com o sindicato, a decisão foi uma "resposta da categoria à intransigência do Metrô". Entre as reivindicações dos funcionários do Metrô, estão 35,37% de reajuste salarial (7,95% de inflação e 25,5% de aumento real), acréscimo de 13,25% para o vale-refeição (de 247,69 para 379,80 reais), plano de saúde para aposentados e reposição do quadro de empregados.

DANIEL GALVÃO, Agência Estado

21 de maio de 2014 | 19h37

Segundo o sindicato, a estatal ofereceu 5,20% de reajuste salarial. A próxima assembleia será realizada na terça-feira (27). O Metrô informou nesta quarta-feira, na página da empresa na internet, que todas as linhas e estações operam normalmente e que não há previsão de alteração da operação.

Tudo o que sabemos sobre:
grevemetrôSPSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.