Metroviários descartam nova greve na quinta-feira em São Paulo

Os metroviários de São Paulo descartaram uma nova greve e vão trabalhar normalmente na quinta-feira, dia da abertura da Copa do Mundo, em assembleia realizada nesta quarta-feira, afastando os temores de paralisação no principal meio de transporte que dá acesso à Arena Corinthians, palco do jogo de abertura.

REUTERS

11 Junho 2014 | 20h46

A categoria decidiu, no entanto, realizar um protesto na quinta-feira pela readmissão dos funcionários demitidos durante a greve de cinco dias que terminou na noite de segunda-feira. Os metroviários estudam realizar manifestações diárias ao mesmo tempo em que negociam com o governo do Estado a readmissão.

Uma paralisação iniciada na semana passada causou enormes transtornos na cidade, além de grandes congestionamentos.

Uma nova greve na quinta-feira complicaria o acesso à Arena Corinthians, que é feito principalmente pela Linha Vermelha do metrô, que liga as zonas leste e oeste da cidade.

O Brasil estreia contra a Croácia às 17h, na partida que também abrirá a competição entre 32 seleções no país.

Mais conteúdo sobre:
COPAMETROSPFUNCIONA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.