Mexicano atribui abusos sexuais a ''erotismo na mídia''

Um bispo mexicano culpou o erotismo na TV e a pornografia na internet pelos abusos sexuais contra menores praticados por membros do clero. "Com tanta invasão de erotismo, às vezes não é fácil ficar celibatário ou respeitar crianças", afirmou Felipe Arizmendi, durante um encontro anual de bispos mexicanos, anteontem. "Se na televisão, na internet e em tantas outras mídias há pornografia, é muito difícil ficar puro e casto."

Reuters, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2010 | 00h00

A declaração de Arizmendi volta a gerar controvérsia, após o secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, ter afirmado, em Santiago, que "muitos psicólogos e psiquiatras mostraram que não há ligação entre celibato e pedofilia" e que os abusos sexuais contra menores se deveria à homossexualidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.