México prêt-à-porter: conexão mala direta

O chef mexicano Benito Molina trouxe na bagagem ingredientes, chiles e temperos típicos

O Estado de S.Paulo

23 Julho 2009 | 02h12

Chile ancho, chile de arbol, piquín, mulato, guajillo, cascabel, huitlacoche e moles de diferentes regiões. Esses são apenas alguns dos ingredientes que chegaram na bagagem do chef mexicano Benito Molina. Ele desembarcou em São Paulo para comandar o festival de antojitos e tequila, que começa amanhã e vai até 2 de agosto, no restaurante Obá. Trouxe preciosidades culinárias de seu país, mas o que ele e sua mulher, Solange Muris (que chega amanhã), vão oferecer aos clientes, ainda não se sabe.

O cardápio vai ser definido conforme os produtos mais frescos do mercado a cada dia. Por enquanto, as receitas têm apenas os temperos, importados via "mala direta". Benito e Solange são especialistas em peixe, por isso, pode-se esperar alguns pratos do mar no festival. Eles praticam uma cozinha que lança um olhar moderno sobre a tradição mexicana.

As estrelas do festival, os antojitos, são "pequenos desejos", que podem assumir a forma de tortillas, sanduíches, ceviches e outros acepipes. São feitos sob medida para serem comidos de uma só bocada, acompanhados de um trago de tequila. Muitos terão como base os moles regionais mexicanos.

Obá - R. Dr. Melo Alves, 250, 3086-4774

Chile ancho

Da região de Puebla, uma das mais tradicionais. Seco e defumado

Cascabel

Um chile bem aromático, o nome é emprestado do guizo da cobra

Chilmole

À base de pimentas defumadas, vinagre, alho e ervas

Achiote

Pasta à base de urucum, típica das regiões maias

Huitlacoche

Iguaria à base de um fungo de milho

Chile de arbol

Uma pimenta criolla, seca, aromática e Picante

Mole de Xico

Pimentas secas, banana e especiarias formam a base deste mole

Almendrado

Especiarias, amêndoas e chiles dão o tom deste mole

Sal de Colima

?Colhido? na costa do Pacífico, no Estado de Colima, é bem suave

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.