Microsoft lança Windows Vista buscando vanguarda

Com um grande ato de apresentação em Nova York, a Microsoft fez nesta segunda-feira, 29, o lançamento mundial de seu novo sistema operacional, o Windows Vista, grande esperança da empresa para ficar novamente na vanguarda da tecnologia. "Hoje é o dia mais importante da história da companhia", disse no ato de lançamento o executivo-chefe da empresa, Steve Ballmer, que, junto com Hisatsugu Nonaka, da Toshiba; Kevin Rollins, da Dell; e Héctor Ruiz, da AMD, deu a largada para a venda do novo sistema operacional, enquanto o fundador da empresa, Bill Gates, organizava uma festa de comemoração no centro de Manhattan. O novo sistema operacional já começou a ser vendido na madrugada desta terça-feira em lojas de todo o mundo, junto com o Office 2007, em meio a uma grande expectativa, devido ao fato de seu lançamento ter demorado mais de dois anos, o que gerou prejuízos à empresa. Mudanças Nos cinco anos que passaram desde o lançamento do sistema anterior, o Windows XP, as coisas mudaram muito para a Microsoft, que teve que lidar com duros concorrentes em várias áreas de negócio. Assim, a Microsoft lançou recentemente seu reprodutor de música digital Zune para tentar conquistar uma parcela do mercado do iPod, da Apple, enquanto o videogame Xbox competirá com o PlayStation, da Sony, e seu site de buscas concorrerá com o líder absoluto do mercado, o Google. Mas, em relação ao sistema operacional e a seu pacote de programas Office, a Microsoft ainda é a líder e quer continuar sendo, já que a metade de sua receita total - que no ano passado somou US$ 44,282 bilhões - vem da venda destes dois produtos. Medida fundamental para não frustrar as expectativas foi submeter as diferentes versões do programa ao duro julgamento dos usuários, que no total fizeram o download de 5 milhões de versões beta em todo o mundo, com objetivo de detectar falhas e fazer sugestões. Uma parte significativa, 800 mil downloads, foi realizada na América Latina, o que explica a enorme sensibilidade que este novo sistema tem em relação à comunidade hispânica, disse Felipe Sánchez, um dos responsáveis da Microsoft para a América Latina. "Para começar, ´Vista´ é uma palavra hispânica", disse na apresentação o presidente do fabricante de microprocessadores AMD, Héctor Ruiz, um dos grandes parceiros da Microsoft. Outra novidade do sistema é que o computador é transformado no elemento tecnológico central da casa, com acesso à televisão e aos diferentes sistemas de entretenimento, como a música e o cinema. Além do novo gráfico e do sistema de busca, o Windows Vista traz novas medidas de segurança, muitas delas sugeridas pelas famílias que usaram a versão de teste. Com o novo sistema operacional, será possível controlar as páginas da internet que os menores de idade acessam, e a quantidade de horas que ficam em frente ao computador, assim como o tipo de jogos com os quais se divertem. "A segurança é, sem dúvida, a grande arma do Windows Vista", ressaltou Ballmer. A Microsoft investiu mais de cinco anos, US$ 7 bilhões, e o trabalho de milhares de profissionais para tornar realidade seu mais avançado sistema operacional, que será vendido a partir de amanhã em cerca de 4 mil estabelecimentos em todo o mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.