Milhares vão às ruas em protesto contra líder da Macedônia

Dezenas de milhares de manifestantes foram às ruas da capital da Macedônia neste domingo, exibindo bandeiras da Macedônia e da Albânia, numa demonstração de unidade étnica contra um governo abalado por meses de revelações contidas em conversas gravadas.

REUTERS

17 Maio 2015 | 12h04

A multidão tomou a avenida central em frente à sede governo do primeiro-ministro Nikola Gruevski, irritada pelas revelações que o Ocidente diz terem levantado sérias dúvidas sobre o estado da democracia na ex-república iugoslava.

Policiais em uniforme de camuflagem estavam posicionados no prédio.

A crise que atinge os nove anos de regime conservador de Gruevski é a pior desde que a diplomacia ocidental tirou o país da beira de uma guerra civil durante uma insurgência albanesa em 2001, prometendo um caminho para a entrada na União Europeia e na Otan.

Uma disputa com a vizinha Grécia por conta do nome Macedônia tem impedido a integração com o Ocidente, e os críticos dizem que Gruevski tem se inclinado para a direita, inflamando o nacionalismo e monopolizando poder, numa coalizão com um partido de ex-guerrilheiros albaneses.

Desde fevereiro, ele enfrenta uma onda de revelações constrangedoras contra ele próprio e os seus ministros, conversas gravadas que parecem expor o controle do governo sobre jornalistas, juízes e sobre a condução de eleições.

Manifestantes carregavam cartazes com a imagem de Gruevski atrás das grades.

(Matt Robinson e Fatos Bytyci)

Mais conteúdo sobre:
MACEDONIA PROTESTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.