Miliband grava promessas de campanha em uma pedra e os adversários dão risada

O líder do Partido Trabalhista britânico Ed Miliband revelou uma pedra de 2,4 metros de altura na qual gravou as suas promessas aos eleitores, de olho na eleição de 7 de maio, atraindo piadas das redes sociais e de rivais políticos, que associaram a sua pedra a um túmulo.

REUTERS

03 Maio 2015 | 13h30

Quatro dias antes da abertura das urnas, as pesquisas mostram que o partido de Miliband está pescoço a pescoço com o Partido Conservador, do primeiro-ministro David Cameron, e nenhum dos dois deve conseguir a maioria.

Em uma tentativa de convencer os indecisos de que ele cumprirá as suas promessas, Miliband mostrou o monumento com o seu manifesto para a economia, padrão de vida, saúde, imigração e habitação.

"Essas seis promessas estão agora gravadas em pedra", disse. "Estão gravadas em pedra porque não serão abandonadas depois das eleições gerais".

Os críticos dessa ideia disseram que ele corre o risco de parecer usar um artifício político que pode acabar sendo um tiro no pé e prejudicando Miliband, cuja imagem 'nerd' e habilidades de liderança foram atacadas pelos rivais ao longo da campanha.

Miliband disse que, se vencesse, a pedra seria colocada no jardim da residência oficial do primeiro-ministro, em Downing Street, Londres.

Questionado sobre a pedra em um evento de campanha, Cameron, claramente se divertindo, referiu-se a isso como um "túmulo" e que não vai ajudar a convencer os eleitores.

Mais conteúdo sobre:
REINOUNIDOMILIBAND*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.